Facebook Aprimorarfacebook Siga a Aprimorar no facebook twitter Trabalhe Conosco trabalhe conosco

entre em contato 32.3303-0100


#Coragem e Equilíbrio: Confira a fascinante história dos jovens empresários Antônio Moreira e Thiago Godoy

21.01.2014

Por Aline de Moraes Pernambuco

 

Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha – Confúcio

Antônio Moreira (esquerda) e Thiago Godoy (direita), sócios-proprietários da Viva Slack,  promovendo oficina de Slackline

Antônio Moreira (esquerda) e Thiago Godoy (direita), sócios-proprietários da Viva Slack, promovendo oficina de Slackline na UFJF.

 

Eles são aventureiros, preocupados com as causas sociais e conectados com a evolução do esporte, da política, da economia e do meio ambiente. Atuam na sociedade com projetos de educação, sustentabilidade, cultura e ainda conseguem encontrar tempo e inspiração para empreender.

O instinto aventureiro dos publicitários Antônio Moreira e Thiago Godoy combinou muito bem com a veia empreendedora que corre nas veias dos dois amigos. Proprietários da Loja Virtual Viva Slack, comercializam equipamentos esportivos de Slackline desde 2011, ano em que tudo começou.

Em pouco tempo, já estão gerando renda, tributos ao governo e incentivando a prática de esportes entre pessoas de todas as idades, classes sociais e etnias.

 

Um sonho que você sonha sozinho é apenas um sonho. Um sonho que você sonha junto é realidade –  John Lennon

Thiago e Antônio de bike no movimento MobiliCidade JF

Thiago e Antônio de bike no movimento MobiliCidade JF

Antônio gosta de ler e escrever, caminhar e dar umas voltas de bike. Sua natureza de descobridor o impulsiona a estar sempre caçando movimentos culturais, como novas bandas e espaços urbanos onde possa atuar. Gosta da natureza, das plantas e dos animais, participa de blocos de carnaval. Alma de menino, força de homem.

O Thiago quer conhecer o mundo e as pessoas. Tem instinto de navegador. Aventureiro, gosta de sentir a adrenalina correndo nas veias. Também por isso ele pratica esportes radicais e busca paz perto da natureza. Atua em vários projetos sociais e ambientais, como o Movimento “Fora do Eixo” e o “Quintal sem Paredes”, que ajudou a fundar em Juiz de Fora, trazendo uma filosofia de vida alternativa, mais saudável, solidária e harmônica.

Essas duas personalidades incomuns se encontraram há cerca de uma década. A amizade frutificou e o slackline, esporte que ambos praticam, seria a ponte que faltava para um novo empreendimento. A empresa cresce a cada dia e tem alto potencial de lucro. Sua trajetória vem alcançando novos patamares em pouco tempo de atuação.

 

A simplicidade é o último grau de sofisticação – Leonardo da Vinci

529884_295103530569738_100002102813971_678783_264093002_n

Oficina de slackline na UFJF.

 

Em maio de 2011, Godoy e Moreira criaram uma oficina de slackline na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), junto a outros praticantes do esporte. O objetivo era impulsionar a prática dessa modalidade na cidade e propagar conhecimentos, como os benefícios físicos e psíquicos: equilíbrio, força, concentração e harmonia com os espaços, sejam eles urbanos ou rurais.

Há quem acredite que o acaso é, às vezes, o melhor amigo do destino. E a ideia de criar a Viva Slack surgiu assim mesmo, ocasionalmente. O evento foi de grande envergadura, com participação de pessoas de várias regiões do Brasil. O sucesso inspirou os jovens a criar um negócio que viesse da paixão e dos valores que acreditam. E deu certo. Os dez kits (fitas, entre outros equipamentos para a prática do esporte) que sobraram, se transformaram em oportunidade.

E então tiveram início as vendas. E acreditem, por e-mail. Foi então que eles perceberam que vender pela internet era um bom negócio e decidiram ampliar a infraestrutura da empresa.

 

Fé é dar o primeiro passo mesmo quando você não vê toda a escadaria – Martin Luther King

Godoy fazendo rapel em Ouro Preto - Ousar e arriscar são qualidades de um  empreendedor

Godoy fazendo rapel em Ouro Preto – Ousar e    arriscar são qualidades de um empreendedor

 

“Qualquer coisa que se venda na internet, tem alguém disposto a comprar. Temos uma gama de consumidores possivelmente interessados muito maior. Qualquer pessoa do mundo pode acessar um endereço virtual”. A visão é de Thiago Godoy, que acredita no caráter globalizado e democrático da internet para gerar oportunidades.

Percebendo essa abertura, eles decidiram investir em uma loja virtual, já que os pedidos começaram a aumentar. Com o novo investimento, buscavam transmitir confiabilidade e segurança aos clientes, já que o comércio eletrônico ainda sofre procedimentos de risco. “Esse é o grande desafio de uma loja virtual, vencer a desconfiança dos consumidores, porque ainda há muitos que usam a internet para dar calotes“, afirma Godoy.

Além de segurança na hora da compra, outro desejo era permitir que o cliente entrasse em contato com o mundo slackline ao procurar a Viva Slack. A ambição de transmitir credibilidade, informação e interagir com o cliente levou-os à Aprimorar.

Ousar é perder o equilíbrio momentaneamente. Não ousar é perder-se –
Soren Kierkegaard

Godoy, Moreira e Petherson Lacerda  (diretor da Aprimorar) gravando entrevista para a TV Integração.

Godoy, Moreira e Petherson Lacerda (diretor da Aprimorar) gravando entrevista para a TV Integração.

 

Antes da contratação das soluções Aprimorar, a Viva Slack já tinha uma loja virtual onde conseguia comercializar seus produtos. No entanto, faltavam  alguns recursos, atrapalhando o crescimento da empresa. Foi aí que um novo passo foi dado pelos empresários e eles decidiram investir em uma nova loja.

Segundo Antônio, a história da Aprimorar –  que passa pela incubadora de Base Tecnológica do Centro Regional de Inovação e Transferência de Tecnologia (Critt) da UFJF e o reconhecimento e apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) – foi decisiva no momento da escolha.  “Conhecemos a Aprimorar através do site de uma fornecedora da empresa e contratamos por precisarmos de uma equipe especializada conosco e por ter saído da incubadora da UFJF”, explicou.

Para Godoy, além de mais rendimentos e confiabilidade, a nova loja busca mais um voto de confiança dos clientes e amigos: “Além do que todo empresário sempre espera, que é o aumento das vendas, almejo que os clientes reconheçam este investimento e pensem: ‘Poxa, que loja bacana. Posso comprar aqui tranquilamente!’”.

O mais importante ingrediente na fórmula do sucesso é saber como lidar com as pessoas – Theodore Roosevelt

Antônio em uma de suas intervenções urbanas. O interesse pelas pessoas é qualidade de todo ser humano bem sucedido.

Antônio em uma de suas intervenções urbanas. O interesse pelas pessoas é qualidade de todo ser humano bem sucedido.

 

Agora a Viva Slack tem três soluções integradas. A página door tem três links para website, loja virtual e blog, com direcionamento para as redes sociais.

A loja virtual foi elaborada com plataforma integrada a diversas formas de pagamento, como Cielo, bCash e PagSeguro. Possui certificado de segurança e layout que segue o padrão das lojas web atuais. Tem chat para interação com os clientes em tempo real, intensificando as possibilidades de venda e a criação de uma rede de relacionamentos.

O blog é um canal de interação ativo que exibe informações, fotografias, banners e tem recurso de busca. Elaborado com plataforma de fácil gerenciamento de conteúdo, o que garante autonomia intelectual aos administradores do espaço.

“Os processos estão mais detalhados e temos o chat com o cliente, ele está na loja, tem alguma dúvida, pode nos perguntar e ter a resposta de forma imediata. Isso foi uma grande evolução no relacionamento com o cliente”, explicou Godoy.

A empresa também tem uma fanpage no Facebook, onde divulga a prática de esportistas de todo o Brasil, com publicação de fotografias enviadas pelos clientes e amigos, informações e outras interações.

Viver é como andar de bicicleta: É preciso estar em constante movimento para manter o equilíbrio.
Albert Einstein

 

Godoy praticando slackline

Godoy praticando slackline

 

Slackline significa “linha folgada”, “corda bamba” ou “corda frouxa”. A modalidade esportiva foi criada por montanhistas nos Estados Unidos, na década de 1980, no Vale de Yosemite.  Quando não podiam escalar devido à condições climáticas desfavoráveis, estendiam fitas no alto para equilibrar sobre elas. Nos campeonatos mundiais ocorre a exibição das quatro modalidades desse esporte, que são Trickline, Longline, Highline e Waterline.

“O slackline celebra a natureza e o equilíbrio. É um esporte que mostra para as pessoas que a vitória é pessoal, sua contra você mesmo. Sempre possível vencer, basta ter persistência”, explica Antônio, que além de empresário do setor, é praticante do esporte.

Godoy também vê no slackline essa conexão com a natureza e com o eu interior, mas também uma finalidade social e política, como a ocupação e valorização dos espaços urbanos. “Incentiva o contato direto com o meio onde é praticado, seja urbano ou na natureza. Na maioria das vezes, estamos em praças e praias, dando uma nova utilidade a um espaço publico que tantas vezes são abandonados e as pessoas tem medo de frequenta-lo, pela presença da violência e das drogas. O slackline muda esse panorama, promove no ser humano o poder de concentração, foco, equilíbrio, noção motora e corporal. Além do beneficio físico, pois todo o corpo é trabalhado, dos tornozelos ao músculo do pescoço. O slackline é o momento do dia em que paramos de pensar nos problemas, nas aflições e pensamos apenas em nos manter equilibrados”.

Ou encontro um caminho ou o faço – Sir Philip Sidney

 

Thiago e Antônio praticando o slackline na UFJF.

Thiago e Antônio praticando o slackline na UFJF.

 

O esporte é cada vez mais difundido, com praticantes em todo o planeta, desde o Japão à América Latina. Juiz de Fora já conta com a presença constante desses esportistas, ocupando quase diariamente espaços públicos e comumente arborizados, como a Praça Bom Pastor e os bosques da UFJF. “Juiz de Fora tem potencial, mas a cidade ainda precisa desenvolver melhor a cultura de parques e praças com mais infraestrutura para os usuários”, observa Moreira.

Thiago destaca que o esporte já é um estilo de vida e tem movimentos culturais que crescem a cada dia: “Fazemos eventos culturais e esportivos aqui na cidade, visitamos escolas, convidamos amigos e amigos de amigos para experimentarem o esporte. A cada dia surgem novas pessoas com o dom da prática, novos talentos. Então estamos no mesmo nível de outras grandes cidades brasileiras, crescendo e tomando forma. Estamos criando um novo estilo de vida, assim como existem skatistas, surfistas, bikers”, afirmou.

As oportunidades multiplicam-se à medida em que são agarradas – Sun Tzu

 

Godoy praticando Slackline a noite

Godoy praticando Slackline a noite

 

Os sócios proprietários revelam que já estão de olho numa nova fatia do mercado, ainda inexplorada. O projeto ainda está na fase inicial. “Novos projetos e novos modelos de negócios surgem na minha mente a todo instante, me considero um empreendedor. Sempre visualizo possibilidades e analiso se será interessante ou não. Tento enxergar o negócio anos após, como poderia estar, fazer prospecções”, revelou Godoy.

Moreira também observou que um novo projeto para o setor esportivo está sendo analisado. “Além de mais um projeto de e-commerce, que está em fase de desenvolvimento visual, temos também projeto para uma rede de desportistas e atletas, mas esse ainda precisa de parceiros para desenvolvimento”.

Nessas receitas, onde borbulham ideias e energias, não faltam ingredientes básicos, como paixão, amor, aventura, talento, esforço, trabalho e conhecimentos técnicos: “A faculdade de comunicação ajudou-nos a posicionar a marca, a fazer divulgações e promoções no dia a dia da empresa”, observou Godoy.

A experiência é o melhor professor que se pode ter – Julio Cesar, líder militar no Império Romano

 

Antônio concedendo entrevista durante a oficina na UFJF, em 2011

Antônio concedendo entrevista durante a oficina na UFJF, em 2011

 

Se você tem ideias inovadoras em mente, preste atenção nas dicas dos jovens empreendedores, que trilharam um caminho muito bem sucedido em um curto período de tempo.

Hora de aprender:

“Aprendo a cada dia uma coisa nova, não era uma pessoa do business, minha área sempre foi a produção artística, seja fotos ou design. Aprendemos a não dar passos maiores que as próprias pernas, procuramos sempre um crescimento saudável e sustentável da empresa, não adianta querer ser a maior e melhor do segmento, se não tem condições de chegar e sustentar esse patamar. O investimento inicial da empresa foi de R$900 e no inicio foi um grande desafio, toda grana que entrava ficava no caixa para podermos comprar mais na próxima vez. Criamos um estoque e um fluxo de caixa, para depois começar a obter um retorno financeiro”. Thiago Godoy

“Sempre se erra e se aprende muito em tudo, não só no trabalho. O grande lance é sempre fazer o melhor buscando o acerto e depois desapegar do resultado. Independente do que rolar, vai depender de você fazer o melhor e tentar acertar de novo e de novo”. Antônio Moreira

Para arriscar:

“Uma coisa legal que me disseram: Não importa o número de vezes que você cai, o importante é saber levantar.” Antônio Moreira

“Primeiro, faça algo que você goste! Assim seu trabalho fica mais divertido e seus desafios serão mais prazerosos. Segundo: escolha bem seus sócios, parceiros e fornecedores, garantam que eles estejam alinhados com seus valores; Terceiro: terá que passar por provas, então se prepare mentalmente, não é fácil ser patrão!; E quarto: não há receita para o sucesso! Cada negócio vai te exigir um tempo de estudo, de preparo, a execução será de determinada forma, o tratamento com o cliente, enfim, sua empresa tem que ter um conceito, e esse conceito que rege as atitudes da empresa”. Thiago Godoy

Conheça a Viva Slack: http://www.vivaslack.com.br/

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

(32) 3303-0100

Receba uma ligação da Aprimorar!

Nome: *
Telefone: *
Email:

Informe seu email para que possamos ter uma segunda opção de contato caso não tenhamos sucesso via telefone.