Facebook Aprimorarfacebook Siga a Aprimorar no facebook twitter Trabalhe Conosco trabalhe conosco

entre em contato 32.3303-0100


#Menino de 12 anos ganha US$ 150 mil vendendo gravatas-borboleta

28.09.2014

Moziah Bridges fundou a Mo’s Bows em 2011 e já tem cinco pessoas trabalhando em sua empresa

Moziah Bridges vende gravatas em sete estados americanos (Foto: Divulgação)

Moziah Bridges vende gravatas em sete estados americanos (Foto: Divulgação)

Quando tinha quatro anos, o americano Moziah Bridges vestiu terno e gravata-borboleta pela primeira vez. E se apaixonou. Desde então, usa a combinação sempre que possível. No entanto, não é todo mundo que é estiloso que nem Bridges – por isso, não era fácil achar itens que agradassem ao menino. Em vez de mudar de estilo, ele resolveu criar as próprias gravatas. Há três anos, lançou a Mo’s Bows. A ideia deu certo: hoje, aos 12 anos, Moziah já faturou US$ 150 mil.

Antes de vender as gravatas, Bridges teve de aprender a criá-las. Para isso, ele teve uma ajuda e tanto da avó, que o ensinou a costurar. Dois meses após o lançamento da Mo’s Bows, o garoto já tinha uma linha com duas dúzias de modelos diferentes.

As vendas começaram no Facebook e em um espaço no Etsysite que hospeda lojas virtuais – sem falar na propaganda direta feita por Bridges com colegas de escola. A demanda foi crescendo a ponto de o menino precisar da ajuda da família na confecção das peças.

Hoje, Bridges manda suas gravatas para sete estados americanos e tem cinco funcionários. A produção continua sendo artesanal. Os produtos da Mo’s abusam das combinações de cores vivas e não vêm com o nó feito. Segundo o fundador da empresa, as peças com nós prontos são feias.

No futuro, o americano deseja ir para a faculdade e lançar uma linha de produtos completa ao completar 20 anos de idade.

Fonte: O Globo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

(32) 3303-0100

Receba uma ligação da Aprimorar!

Nome: *
Telefone: *
Email:

Informe seu email para que possamos ter uma segunda opção de contato caso não tenhamos sucesso via telefone.